Celebração ao Dois de Julho terá ato simbólico e programação virtual; confira

Escrito em 28/06/2021
Sanny Santana

Comemoração virtual terá direito a video-aulas, filmes e exposição

O Dia da Independência da Bahia, a ser celebrado na sexta-feira (2), trará em 2021 o tema “A Chama da Esperança” e voltará a acontecer sem o tradicional desfile cívico e sem as apresentações de grupos folclóricos ou culturais, por conta das restrições impostas pela pandemia da Covid-19. Assim como no ano passado, contudo, haverá atos comemorativos simbólicos no Largo da Lapinha, com acesso restrito apenas a autoridades e imprensa.

Às 8h, será realizado o hasteamento das bandeiras com as presenças do prefeito Bruno Reis, do governador Rui Costa, do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Adolfo Menezes, e do presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), Eduardo Morais de Castro. Durante a cerimônia, as estátuas do Caboclo e da Cabocla estarão posicionados do lado de fora do Pavilhão 2 de Julho, vestidos pelo artista plástico João Marcelo, de “Verde Esperança”. Ao final do ato solene, as estátuas serão recolhidas.

Na sequência, a Pira do Fogo Simbólico, nomeada nesta edição de “Chama da Esperança”, será acendida por dois profissionais de saúde, em um gesto que representa a luta do povo da Bahia na batalha contra a pandemia. “Haverá também toda uma programação virtual promovida pela Fundação Gregório de Mattos (FGM). Por mais que tenhamos avançado na vacinação, ainda é fundamental evitarmos aglomeração e manter todos os cuidados”, justificou o prefeito, durante coletiva virtual realizada no Palácio Thomé de Souza, nesta segunda-feira (28).

Programação virtual – A programação engloba atrações artístico-culturais que serão realizadas durante cinco dias, de forma remota, com acesso gratuito e aberto para o público através da internet. As atividades que marcam o 198º aniversário de Independência da Bahia já começam a acontecer na quinta (1º), às 9h, com o lançamento da campanha #Meu02Julho, através do perfil da FGM no Instagram (@fgmoficial).

Uma série de vídeos retratam as memórias marcantes de personalidades da cidade sobre o cortejo. O público também pode participar com seu vídeo através do site culturafgm.salvador.ba.gov.br. Cada novo vídeo será lançado ao longo da programação.

Entre os dias 1º a 5 de julho será exibido, sempre às 9h, o filme “Dois de Julho: Um Sonho de Liberdade” no projeto #ConexãoFGM. Dirigido por Yuri Rosat, o curta-metragem será exibido no canal da FGM no YouTube e traz a importância da Independência da Bahia na construção da identidade cultural dos baianos. O documentário mostra como a história se manifesta através do protagonismo do povo e do seu desejo por liberdade.

Ainda no mesmo horário, o projeto “Brincando com o 2 de Julho” trará ao público diversos jogos de tabuleiro para se divertir e aprender sobre essa data com amigos, familiares e colegas. Os jogos estarão disponíveis no site da FGM.

Durante todos os dias, às 10h, o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB) lançará em suas redes sociais (Facebook e Instagram) a exposição “Personagens da Guerra pela Independência do Brasil na Bahia”. A ação explora e traz curiosidades sobre as principais personalidades envolvidas nesse marco histórico.

Em seu canal do YouTube, o IGHB ainda apresenta, entre os dias 1º a 5 de julho, às 16h, a live de lançamento do livro “O processo da Independência do Brasil no Recôncavo Baiano (Política, Guerra e Cultura) 1820-1823”, do historiador Manoel Passos Pereira.

No livro, o autor compreende os episódios do 25 de Junho de 1822, em Cachoeira, e do 2 de Julho de 1823, em Salvador, como marcos inicial e final, respectivamente, da Guerra pela Independência do Brasil. A transmissão é apresentada pelo historiador Jaime Nascimento e conta com a participação do jornalista e pesquisador Jorge Ramos.

Videoaulas – Para quem quiser conhecer sobre os territórios mais marcantes no processo de independência da Bahia, o historiador Ricardo George ministra a série Vídeo-aulas, no canal da FGM no YouTube, nos dias 1º, 3 e 5 de julho, às 14h. Ele passeia pelo Recôncavo, pelo Subúrbio Ferroviário e pelos quartéis e ruas de Salvador, a fim de compreender a importância desses territórios para a vitória do povo baiano contra os portugueses.

Encontro – Na sexta-feira (2), o destaque fica para o Encontro de Filarmônicas, que acontece às 18h no canal da FGM no YouTube. Importante presença nos festejos da independência, dez grupos de filarmônicas se apresentam de forma virtual. Com a curadoria do maestro Fred Dantas, o programa exibe a marcha de cada uma e, logo em seguida, bate um papo com seus coordenadores.

Patrimônio É – Para fechar as comemorações, no dia 5 de julho, às 18h30, será realizada mais uma edição do projeto “Patrimônio É…”, desta vez, com o tema “2 de Julho e Territórios Virtuais de Memórias”. São presenças confirmadas a desenvolvedora do aplicativo 2 de Julho GO, Jamile Coelho; a idealizadora do RPG 2 de Julho, Josenilda Mesquita; e a professora Kerollen Hagnyss. Eles contam sobre a experiência de aliar os fatos históricos dessa importante data com a ludicidade dos jogos de tabuleiros, videogames e aplicativos.

Foto: Divulgação/Secom/Prefeitura de Salvador