João Roma: “População saberá reconhecer aqueles que de fato estão se dedicando”

Publicado em 22/07/2021
por Edvaldo Sales às 16:22

Ministro está em Tóquio, no Japão, representando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na abertura dos jogos olímpicos

A cerimônia de abertura dos jogos Olímpicos de Tóquio acontece nesta sexta-feira (22), às 23 horas do Japão (8h de Brasília), no Estádio Olímpico de Tóquio. Quem vai marcar presença no evento é o ministro da Cidadania João Roma (Republicanos-BA), que está no país asiático representando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Roma desembarcou na capital japonesa na última quarta-feira (21) e foi recepcionado pelo embaixador do Brasil em Tóquio, Eduardo Paes Saboia. Em entrevista ao programa Sociedade Urgente, da Rádio Sociedade, na manhã desta quinta-feira (22), ele pontuou que o governo federal tem sido o maior apoiador da equipe brasileira de atletas.

“[…] 85% dos atletas que estão fazendo parte da olimpíada tem apoio do governo federal, especialmente através do bolsa atleta. Ficamos felizes com essa grande quantidade de atletas que estão aqui representando o Brasil. São 302 atletas brasileiros que irão disputar medalha aqui em Tóquio”, destacou.

Relação entre Brasil e Japão

De acordo com o ministro, existe uma relação muito forte entre o Brasil e o Japão. “Primeiro, porque o Brasil tem uma das maiores comunidades de descendentes de japoneses, são, aproximadamente, 2 milhões [de descendentes]. E temos uma comunidade de mais de 200 mil brasileiros trabalhando no Japão. Então, apesar da distância e das diferenças culturais, tem muita coisa que aproxima o Japão do Brasil”, disse.

Roma enfatizou também os laços comerciais entre os países. “Fluxo comercial muito intenso. […] o Brasil foi um dos primeiros que acolheu a população dos japoneses há mais de um século. […] isso cria uma vinculação histórica entre os países”.

Além da solenidade de abertura, a agenda de Roma no Japão conta com uma reunião com o ministro da educação, cultura, esporte, ciência e tecnologia do país. “Acredito que resultará em bons resultados”, projeta.

Reformulação nos programas sociais brasileiros

De volta ao Brasil na próxima semana, Roma disse que ainda em agosto vai apresentar reformulações nos programas sociais do governo. “Envolve inclusive o Bolsa Família. Nessa reformulação, nós queremos ampliar e fortalecer os programas de transferência de renda. O presidente Bolsonaro prorrogou por mais três meses o pagamento do auxílio emergencial, que hoje está beneficiando quase 40 milhões de brasileiros”.

Segundo o deputado federal, o Ministério da Cidadania está buscando interligar outros programas “para que as políticas sociais não sejam apenas uma teia de proteção para os mais necessitados, mas que ela possa oferecer também todas as ferramentas do Estado para que os brasileiros consigam uma melhor condição de vida”.

Eleições 2022

Uma pesquisa de intenção de voto ao governo da Bahia feito pelo instituto Real Time Big Data e divulgada na última terça-feira (20), apontou que Roma foi mencionado como opção de voto por 4% dos entrevistados. Ficando atrás do ex-prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), com 27%, e do senador Jaques Wagner (PT), com 27%. O levantamento foi realizado em 79 municípios baianos.

Sobre a pesquisa, Roma afirmou que ficou muito feliz com o reconhecimento do povo baiano. “Eu trabalho para melhorar a qualidade de vida daqueles que mais precisam. Estou me dedicando à missão mais desafiadora da minha vida pública, que é estar à frente do Ministério da Cidadania, mas, certamente, em 2022, a população saberá reconhecer aqueles que de fato estão se dedicando para transformar a sua realidade”, enfatizou.

Por fim, o parlamentar disse ainda que é natural que em 2022 ele esteja ao lado de Jair Bolsonaro junto com o Republicanos. “Eu tenho que intensificar não só a sua presença, como a sua agenda e o seu legado no estado da Bahia, e isso eu farei com todo afinco e dedicação”, completou. 

Leia também:

“Já superei”, afirma ACM Neto sobre João Roma

Foto: Germano Bona / Ministério da Cidadania