31/05/2021

Conexão Sociedade: Entrevista com Leonardo Régis, vice-presidente da associação de empreendedores do centro histórico (ACHE)

A fim de combater o assédio aos turistas que visitam o pelourinho e cobrar uma fiscalização pelo poder público de algumas atividades informais, a associação de empreendedores do centro histórico (ache) uniu esforços com forças policiais. Batizada de comissão de segurança do centro histórico, na qual participam a secretaria municipal de ordem pública (SEMOP), batalhões da polícia militar da Bahia (PM-BA), que fazem o policiamento no local, polícia civil e guarda civil municipal, o objetivo é propor soluções para diminuir ou cessar essa prática há muito observada por quem frequenta a região e não é da área.